quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Os três deveres de todo homem 1: Os deveres que vêm com a masculinidade

Trabalho (1896) - Charles Sprague Pearce

Imagine que alguém está isolado da civilização vivendo em alguma floresta. Essa pessoa tem que tomar decisões para si mesmo, visando a própria sobrevivência e alguma qualidade de vida. Nessas condições, ela possui algum dever de trabalhar? A resposta é sim. Sem o trabalho de caçar, plantar, colher, construir ou se proteger, essa pessoa não poderia mais contar essa história em alguns dias. Na verdade, o mesmo se aplica a nós, civilizados. Sim! Em sociedade o trabalho é dividido e somos poupados de muitos riscos, mas ainda precisamos trabalhar para que possamos receber esses benefícios. Caso contrário, alguém terá que trabalhar por nós.

O trabalho é um ótimo exemplo de um dever que temos de cumprir. Após uma idade, somos obrigados a nos sustentar e contribuir para a sociedade com algum serviço. No contrário, só restam dois destinos: dependência ou morte. Assim é com qualquer dever natural: Nós os ganhamos ao nascer. Não é necessário que nos obriguem a cumpri-los, mas é de senso comum que qualquer negligência a eles significa passar adiante uma obrigação que é só nossa. Ignorar o dever do trabalho, por exemplo, não é livrar-se dele, mas passar seu peso para outra pessoa por puro egoísmo. Isso não é, nem de longe, justo.


Dever masculino

Alguns dos deveres naturais (esses que vêm com o nascimento) são determinados pelo gênero. Toda mulher possuí deveres femininos, assim como os homens possuem deveres que são de homens. Para nós, varões, essas obrigações podem ser colocadas em 3 palavras, os "3 P's": paternidade, proteção e provisão.

Sem cumprir esses três deveres não há vivência de masculinidade. Isso não significa que você não é um homem o suficiente se, por exemplo, nunca protegeu alguém. Ninguém precisa buscar oportunidades para preencher os 3 P's, como num check list da vida. O que importa é buscar por capacitação e ação nesses três pontos. Homens tem o dever de serem provedores, protetores ou pais no momento oportuno. Isso envolve atenção e preparação, e essa é uma boa parte do que se chama boa vivência da masculinidade.

Vivendo os 3 P's 

Nas próximas postagens abordaremos cada um destes deveres aprofundadamente. Além disso, quase todas as postagens desse blog passam por eles. É ideal que você considere cada um nas suas escolhas, objetivos e motivações, de forma a contribuir para o bem-comum e para o próprio crescimento com virilidade. 



Essa postagem faz parte da uma série sobre os três deveres de todo homem. Veja as outras postagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem vindo!