sábado, 13 de fevereiro de 2016

Aprenda a trocar o pneu do carro como um homem

Esse artigo foi escrito para ser o mais útil possível. Há duas formas de usá-lo:

1) Numa situação de urgência. Os parágrafos foram escritos para que você saiba do que eles tratam lendo apenas a parte em negrito. Assim você pode ler esses trechos e os títulos para saber o que precisa se aprofundar ou não.
2) Em uma situação normal. O artigo foi organizado em etapas completas para que você possa aprender tudo o que precisa antes de surgir uma necessidade.


Seja como for, saber trocar um pneu furado é uma dessas coisas que todo homem deve saber.


Se você quer nunca furar um pneu do seu veículo, compre um desses.


Do que você precisa e onde encontrar
Os itens que você vai precisar já estão no seu carro. São eles:
  • Triângulo: Item para sinalizar que há um carro parado no acostamento. Importante para sua segurança.
  • Chave de Roda: Chave usada para retirar e colocar os parafusos das rodas.
  • Macaco: Ferramenta usada para erguer parte do carro.
  • Estepe: Pneu reserva, usado temporariamente para chegar até o borracheiro.
Você também pode precisar do manual do carro para encontrar todas essas coisas. Acontece que mesmo que a maioria dos carros siga um padrão (tudo no porta malas) alguns itens ficam muito bem escondidos. Se você estiver com dificuldades, procure compartimentos no estofado, na lataria e, para o estepe, na parte de fora do carro, por baixo do porta-malas. Se ainda assim não achar, apele para o manual.

Se você esta lendo esse artigo por pura precaução, aprenda essas coisas com antecedência e se lembre de calibrar o seu estepe!

Se você estiver indo para um ambiente que exija que você esteja limpo, consiga um pano. No mínimo as suas mãos vão sujar. Para qualquer outra ocasião, deixe de frescura.


Certifique-se de que:
  • O carro está num lugar seguro para você (fora do fluxo).
  • O carro está numa superfície plana e firme.
  • O freio de mão está puxado e a primeira marcha (ou P para carros automáticos) está engatada. A troca força muito o carro e existe o risco de que ele se mova enquanto está suspenso, o que pode ser perigoso para o carro e para você.
  • Se o carro estiver no acostamento, o pisca alerta está ligado e o triangulo está colocado a, no mínimo, 30 metros de distância (você não quer que os carros te percebam mas não consigam parar a tempo).


1. Afrouxando os parafusos

Use a chave para, ainda com o pneu no chão, afrouxar os parafusos da roda. Isso é importante por que eles costumam ser apertados demais para serem afrouxados com o carro suspenso, quando a roda está livre do chão. 

  
Chave em L
Seu carro provavelmente vem com uma chave de roda em L, a mais comum. Basta encaixar a ponta no parafuso para girar (ver o próximo parágrafo). Se você achar melhor, consiga uma chave em cruz, que é muito mais fácil de usar.

Com a chave encaixada, use seus pés para, na marra, girá-la (normalmente no sentido anti-horário). Chute ou pise mesmo para forçar os parafusos, por que eles devem estar apertados de verdade. Esse talvez seja o ponto mais bruto da troca.

Após afrouxar, não solte os parafusos totalmente. A idéia dessa etapa é facilitar a futura retirada da roda, que deve ser feita com a roda erguida.


2. Levantando o carro

É necessário erguer a roda para que ela seja retirada. Para isso, use o macaco.

2.1: O macaco
Identifique o tipo de macaco do seu carro:



Macaco Joelho: Modelo bastante comum. Baseia-se na abertura em V para suspender o carro. Uma ponta apoia o carro no chão e outra ergue a máquina. Repare no encaixe da ponta superior na hora de posicionar o macaco (Ver tópico 2.2). Funciona com uma manivela.


Macaco Sanfona: Consiste em uma peça que abre como um losango. Na parte central, em cima, está o encaixe, em baixo está o "pé" para apoio. Também funciona com uma manivela.

Macaco Jacaré: Sim, são muitos animais. Esse macaco é hidráulico e possui rodinhas como um carrinho. Posicionado por baixo da canaleta (tópico 2.2), basta bombear.  Provavelmente você não comprou seu carro com este macaco, pois ele não é fácil de levar por aí, ficando quase totalmente restrito a oficinas. Mas não custa comentar, né?

2.2: Levantando:
Atenção para onde encaixar o macaco, pois erros aqui podem causar danos ao seu carro. 

Procure a canaleta na parte debaixo do carro, perto das laterais. Essa parte costuma não ter tinta, é reforçada e é mais saliente. Posicione o macaco a alguns centímetros da roda e encaixe na canaleta.
Em carros mais novos existe uma marca na parte de fora do carro que indica o local mais seguro para o encaixe. Em outros há um recorte perfeito para o encaixe. Isso pode variar muito. Você pode consultar o manual do seu carro se permanecer com dúvidas.

Acione o macaco o suficiente para que a roda possa girar livremente. Confira, no processo, se o macaco está bem posicionado. Se estiver inclinado, pouco firme ou com qualquer outro problema, não arrisque: desça o carro e reposicione o macaco.


3. Retirando a roda

Para retirar o pneu furado, use a chave para terminar de remover os parafusos já afrouxados e puxe a roda do lugar. Depois disso você pode guardá-la no lugar do estepe.


4. Colocando o estepe

Encaixe os buracos do estepe nas roscas, parafuse com cuidado para que cada parafuso esteja alinhado às roscas e pronto.



Seguindo esses passos você pode ir ao borracheiro com segurança! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem vindo!